Restricted Zone
 
Quem tem medo de 2016?
Wednesday, 13 January 2016 00:00
There are no translations available.


Quem tem medo de 2016?

Mesmo num Brasil acostumado a crises, raramente saímos de um ano sem ter a menor noção
do que acontecerá no ano seguinte. Como será 2016? Ninguém é capaz de fazer qualquer previsão
séria. Assim, terá medo de 2016 quem não tomar em sua empresa sérias medidas de enfrentamento
de crises. Aqui v√£o cinco:
1. Sente em cima do caixa.
Isso significa que o empres√°rio deve cuidar muito do fluxo de caixa de sua empresa. H√° empresas
que maximizam vendas. √Č preciso ressaltar, no entanto, que n√£o basta a empresa vender se
essas vendas n√£o gerarem caixa. Em tempos de crise vencer√° a empresa que tiver caixa e um
fluxo de caixa positivo. √Č tendo um caixa forte que a empresa poder√° comprar melhor de seus
fornecedores; aproveitar melhor as possíveis oportunidades de negócio até adquirindo empresas
concorrentes que, por falta de caixa, n√£o tiveram como sobreviver.
2. Rentabilize ao m√°ximo os bens (patrim√īnio) da empresa.
Fa√ßa uma an√°lise completa do bens (patrim√īnio) de sua empresa e veja como rentabiliz√°-los ao
m√°ximo. E aqui falo dos bens tang√≠veis e intang√≠veis. Analise sua frota de ve√≠culos; suas instala√ß√Ķes;
os equipamentos. Veja também como poderá obter mais de seus clientes atuais vendendo
mais de seu portfólio a esses que já são seus clientes. Faça uma completa análise e rentabilize
tudo o que puder de seu patrim√īnio, incluindo seus clientes;
3. Diminua o tempo de resposta a seus clientes. Tenha ‚Äúsenso de urg√™ncia‚ÄĚ.
Em tempos de crise, os clientes se tornam mais exigentes e seletivos. Assim, diminua o tempo
de resposta √†s solicita√ß√Ķes, pedidos de or√ßamento, assist√™ncia t√©cnica, etc. As pesquisas mostram
que uma das coisas que mais irritam o cliente é a falta de informação e a demora no atendimento;
4. Reveja os sistemas e fluxos em sua empresa.
Agora é o momento oportuno para rever todos os sistemas e fluxos de sua empresa. Há sistemas
e fluxos que são adequados para tempos de afluência, mas totalmente inadequados para
tempos bicudos como estes que estamos vivendo. Nessa revisão a empresa descobrirá desperdícios
e burocracias desnecess√°rias e que podem e devem ser modificados ou eliminados;
5. Retenha os melhores talentos de sua empresa.
Em tempos de crise é importante reter as melhores pessoas. Não dispense seus melhores talentos.
Remaneje-os, se necessário; ocupe-os com programas de formação mais prolongados, mas
não os perca. Se você perdê-los agora talvez não consiga recontratá-los quando a crise passar.
Com estas cinco dicas sua empresa poder√° passar por esta crise com mais seguran√ßa. √Č importante
lembrar, mais uma vez, que esta crise um dia passar√° e sua empresa deve estar preparada
para esse tempo e com energia necess√°ria para correr e vencer.
Mesmo num Brasil acostumado a crises, raramente saímos de um ano sem ter a menor noçãodo que acontecerá no ano seguinte. Como será 2016? Ninguém é capaz de fazer qualquer previsãoséria. Assim, terá medo de 2016 quem não tomar em sua empresa sérias medidas de enfrentamentode crises. Aqui vão cinco:

1. Sente em cima do caixa.Isso significa que o empres√°rio deve cuidar muito do fluxo de caixa de sua empresa. H√° empresasque maximizam vendas. √Č preciso ressaltar, no entanto, que n√£o basta a empresa vender seessas vendas n√£o gerarem caixa. Em tempos de crise vencer√° a empresa que tiver caixa e umfluxo de caixa positivo. √Č tendo um caixa forte que a empresa poder√° comprar melhor de seusfornecedores; aproveitar melhor as poss√≠veis oportunidades de neg√≥cio at√© adquirindo empresasconcorrentes que, por falta de caixa, n√£o tiveram como sobreviver;

2. Rentabilize ao m√°ximo os bens (patrim√īnio) da empresa.Fa√ßa uma an√°lise completa do bens (patrim√īnio) de sua empresa e veja como rentabiliz√°-los aom√°ximo. E aqui falo dos bens tang√≠veis e intang√≠veis. Analise sua frota de ve√≠culos; suas instala√ß√Ķes;os equipamentos. Veja tamb√©m como poder√° obter mais de seus clientes atuais vendendomais de seu portf√≥lio a esses que j√° s√£o seus clientes. Fa√ßa uma completa an√°lise e rentabilizetudo o que puder de seu patrim√īnio, incluindo seus clientes;

3. Diminua o tempo de resposta a seus clientes. Tenha ‚Äúsenso de urg√™ncia‚ÄĚ.Em tempos de crise, os clientes se tornam mais exigentes e seletivos. Assim, diminua o tempode resposta √†s solicita√ß√Ķes, pedidos de or√ßamento, assist√™ncia t√©cnica, etc. As pesquisas mostramque uma das coisas que mais irritam o cliente √© a falta de informa√ß√£o e a demora no atendimento;

4. Reveja os sistemas e fluxos em sua empresa.Agora é o momento oportuno para rever todos os sistemas e fluxos de sua empresa. Há sistemase fluxos que são adequados para tempos de afluência, mas totalmente inadequados paratempos bicudos como estes que estamos vivendo. Nessa revisão a empresa descobrirá desperdíciose burocracias desnecessárias e que podem e devem ser modificados ou eliminados;

5. Retenha os melhores talentos de sua empresa.Em tempos de crise é importante reter as melhores pessoas. Não dispense seus melhores talentos.Remaneje-os, se necessário; ocupe-os com programas de formação mais prolongados, masnão os perca. Se você perdê-los agora talvez não consiga recontratá-los quando a crise passar.

Com estas cinco dicas sua empresa poder√° passar por esta crise com mais seguran√ßa. √Č importantelembrar, mais uma vez, que esta crise um dia passar√° e sua empresa deve estar preparadapara esse tempo e com energia necess√°ria para correr e vencer.

Fonte: Luiz Marins (Motivação & Sucesso)
 
 
JM Service - Aftermarket Solutions Al. dos Maracatins, 992 ‚ÄĘ Sala 53A ‚ÄĘ 04089-001 ‚ÄĘ S√£o Paulo/SP ‚ÄĘ Brasil
Fone +55 (11) 2626-3012 ‚ÄĘ contato@servicotecnico.com.br